Depois de um ano…

Parece inacreditável, mas já faz mais de um ano que não passo por aqui. Esse meu espacinho que amo tanto, que uso para compartilhar tudo o que deixa meus olhos brilhando e que, depois de um tempo, volto e leio tudo de novo e fico tão feliz de ter escrito aquilo.

Pois bem, vou contar um pouquinho o que aconteceu nesse um ano e o porquê de ter me afastado daqui. Resumidamente: 2016 foi um ano caótico para mim. Daqueles anos que passam e terminam e a gente acha que pouco fez, pouco viveu.

Chego em dezembro desse ano e, como todo ano, fico muito reflexiva. Pensando no que fiz, no que posso melhorar, no que espero para o próximo ano. E, justamente por isso, voltei para cá e me deu uma imensa vontade de compartilhar um pouquinho do que foi esse ano com vocês, para eu ter um registro para a posteridade.

Esse ano, confesso, me afastei muito de tudo que eu gosto e do caminho que estava trilhando. Não me sinto feliz por isso, mas fiz o que tinha que ser feito. Ano passado finalizei meu mestrado e tinha os planos de começar o doutorado logo em seguida, mas, como a vida nem sempre é como queremos, acabei não conseguindo ingressar no doutorado. Tinha os planos, então, de começar a dar aula em alguma universidade. Tentei, enviei currículos para milhares de escolas, mas, por conta da minha falta de experiência na área, não consegui nada.

Imaginam como eu terminei o ano de 2015. Perdida,né? Sim, muito. Não sabia o que faria nesse ano, como ganharia meu dinheiro, o que iria fazer da minha vida. A única coisa que passava na minha cabeça era o porquê de eu ter sempre estudado tanto e nunca ter tido o mínimo de sucesso. Sentia como se tivesse sempre optado pelo caminho errado.

Ao mesmo tempo, sabia que de alguma forma, era o estudo que ia me dar a estabilidade que tanto precisava. Resolvi então, não sei por qual motivo ou que me levou a ter esse insitgh, prestar concursos. O do INSS tinha acabado de ter seu edital publicado, era janeiro de 2016, e a prova seria daqui 5 meses, em maio. Mergulhei de cabeça e comecei a estudar pra valer, tinha dias que passava até sete horas líquidas estudando. Gente, isso é muita coisa!!!

Também resolvi prestar alguns outros concursos menores, para ter alguma chance de conseguir algo. E, no primeiro concurso que prestei, passei em primeiro lugar. Vocês devem imaginar a minha felicidade né? Passei a ter certeza que esse era o caminho.

Mas, como nada na vida é perfeito, no meio do caminho apareceram muitos empecilhos. Passei por momentos de desespero, que mandava currículo para tudo quanto é lugar, fiz processo seletivos em empresas que nada tinham a ver comigo, busquei de todo jeito um emprego, porque estava desesperada por dinheiro. Todo esse descontrole proliferou em todas as esferas da minha vida e foram meses bastante caóticos que, apesar de tudo, tive muita serenidade para enfrentar.

goals-2017

E foi assim que vivi o primeiro semestre de 2016. Mas, como a vida não é sempre um caos, e como sempre depois da tempestade vem a calmaria, no início de julho fui chamada no concurso em que havia passado em primeiro lugar. O cargo era cadastro reserva e, por isso, não sabia se seria chamada. E, ser chamada tão logo, foi praticamente um milagre em um momento que precisava de boas notícias.

Comecei a trabalhar no final de julho, mais precisamente dia 21 de julho de 2016. Ter dinheiro no bolso e um emprego faz com que a gente consiga se acalmar, olhar ao seu redor e começar a refletir sobre o que será daqui para frente. A opção óbvia era continuar estudando para passar em concursos melhores, mas, depois que a gente começa a trabalhar 8h45 no dia, fica bem difícil manter um ritmo bacana de estudos.

Também tinha o fato de que não me sentia realizada profissionalmente trabalhando fora da minha área. Amo a comunicação, sempre soube disse, e não estar trabalhando com isso é algo que me deixa frustrada. E tudo isso era uma barreira que me impedia de estudar, me deixava desanimada e totalmente perdida sobre o meu futuro.

Vocês devem imaginar como estive perdida profissionalmente neste ano, e ainda continuo. Pensei em investir em algo próprio, em fazer cursos de outras coisas que amo . Continuo ainda bastante perdida, ainda sem saber direito o que fazer, para que lado atirar. Mas, por enquanto, decidi ter calma e continuar estudando. Tentar concursos que me chamarem a atenção e, principalmente, que sejam na minha área.

Também quero investir meu tempo em coisas que gosto de fazer, como escrever aqui para o blog. Sei que será complicado, porque, afinal, não me resta muito tempo, mas com organização (outra coisa que amo e que ficou fora da minha vida) podemos fazer tudo, não é mesmo?!

Sei que o texto ficou grande e nada informativo, mas fiz esse texto para mim, para eu ler daqui um tempo e me orgulhar de 2016 que foi um ano bem difícil, mas me trouxe tanto aprendizado, tanta maturidade, tanta calma e tanta paz que não tem como não guardá-lo com carinho e com um registro.

Me contem como foi o ano de vocês. Sei que não foi um ano fácil para muitas pessoas. Acho que esse clima de instabilidade política, crise econômica mexe muito com todo mundo. E eu, graças a Deus, termino mais um ano tendo mais o que agradecer do que pedir.

2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s